5 tecnologias para Food Service para ficar de olho

6 minutos para ler

A transformação digital tem revolucionado diversos segmentos do mercado e facilitado a vida da sociedade moderna. No setor alimentício, não é diferente, quando se fala em tecnologia para Food Service, há uma grande variedade de tendências que prometem inovar a experiência dos consumidores e os processos das empresas que atuam neste setor.

A implementação de softwares para automatizar processos, tecnologias de autoatendimento e até mesmo computação em nuvem, são apenas algumas soluções tecnológicas que estão ganhando espaço neste meio.

Por isso, neste conteúdo mostraremos as 5 principais tecnologias para Food Service que se tornarão tendência no mercado de alimentos nos próximos anos. Acompanhe a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

Qual é a perspectiva sobre a tecnologia para Food Service nos próximos anos?

A tendência é que, nos próximos anos, os estabelecimentos que oferecem Food Services invistam cada vez mais em medidas para otimizar a experiência do consumidor. Os jovens, em especial da nova geração, não ligam de economizar quando o assunto é se alimentar bem e usufruir de uma experiência de compra positiva.

Na era em que a informação digitalizada é a principal ferramenta para o sucesso de qualquer empresa, é imprescindível encontrar meio de encantar os clientes para que eles se identifiquem com a marca e, por consequência, promovam voluntariamente o negócio para outros consumidores.

Sendo assim, as projeções que podemos fazer para os cenários futuros no ramo de alimentação é de que o investimento em tecnologias e recursos para melhorar o atendimento se tornarão frequentes. Ferramentas que garantam o conforto e a agilidade do momento em que ela faz o pedido até quando recebe a conta, se tornarão comuns.

5 tendências de tecnologia para Food Service

Agora que você já tem uma noção mais ampla sobre como a presença tecnológica está inovando o segmento alimentício, mostraremos as principais tendências que integrarão o setor nos próximos anos.

1. Operações online

Nada melhor do que iniciar esta lista citando uma das tecnologias que têm mudado tudo o que sabemos sobre armazenamento de dados e execução de processos remotamente. Estamos nos referindo à computação em nuvem, que está conquistando seu espaço no segmento de Food Service.

Com base nesse contexto e levando em consideração as mudanças no hábito do consumidor, têm surgido novos aplicativos e plataformas para comercializar produtos e serviços alimentícios.

A tecnologia tem proporcionado que todo o tipo de operações online sejam realizadas em dispositivos móveis e computadores, cruzando ambientes físicos e digitais, como no setor de take away (leve para casa).

Pela perspectiva dos empreendedores, a computação em nuvem traz inúmeras facilidades para o estabelecimento, como a possibilidade de armazenar os dados da empresa e executar serviços de maneira muito mais ágil, integrada e segura, já que evita que importantes informações permaneçam apenas em dispositivos físicos. Sem mencionar que os custos com equipamentos são significativamente reduzidos.

2. Softwares de gestão

Quando o assunto é administração de restaurantes, bares e outros tipos de estabelecimentos de Food Service, é impossível não pensar no atendimento como um dos aspectos mais preocupantes para os empresários. Afinal, o atendimento é um dos principais fatores que fideliza os clientes ou os afasta da marca.

Portanto, investir em softwares de gestão para empresas do setor alimentício não é considerado mais como um diferencial competitivo, mas sim como uma necessidade para se sustentar no mercado, já que esse tipo de tecnologia para Food Service proporciona vantagens que refletem diretamente no atendimento.

Pense no quanto a vida do garçom, por exemplo, se torna mais simples a partir do momento em que ele abandona os tradicionais blocos de papel para anotar pedidos e passa a utilizar tablets ou smartphones, que enviam informações para a cozinha de maneira automatizada.

Por isso, podemos afirmar que a automação dos serviços torna a rotina dos colaboradores muito mais ágil e produtiva, permitindo que o trabalho seja realizado de maneira prática, o que influencia na satisfação dos clientes em relação ao atendimento.

3. Cardápio digital

Uma das grandes tendências em tecnologia para Food Service do momento são os cardápios digitais. Nele, o cliente tem acesso a todas as opções do restaurante — com as descrições completas de cada prato e bebida disponível no menu, assim como os ingredientes utilizados — por meio de dispositivos móveis que ficam acoplados no centro da mesa.

Um cardápio digital além de ampliar a experiência de consumo, pois permite que o cliente tenha mais autonomia para realizar suas escolhas, apresenta sugestões e dicas de acompanhamentos e harmonizações, colocando os textos em diversos idiomas.

Normalmente, os cardápios digitais são disponibilizados das seguintes formas:

  • nos porta-guardanapos;
  • em displays;
  • em bolachas de chopp;
  • placas nas mesas.

Tudo isso graças à tecnologia do QR Code, que funciona como uma espécie de códigos de barra que permite que o consumidor visualize o cardápio diretamente de seu smartphone.

4. Autoatendimento

Não somente no setor alimentício, mas em variados segmentos do mercado, o fato é que o autoatendimento está alcançando grandes patamares pelo mundo, pois uma das maiores características do consumidor 4.0 é a autonomia para realizar suas compras sozinho.

Basicamente, ele funciona por meio de terminais de autoatendimento, no qual o cliente se dedica somente à produção dos pratos, o que torna o serviço muito mais rápido. Na prática, o indivíduo chega no restaurante com um cartão chip, faz a escolha do prato e realiza o pagamento. Depois, basta aguardar a entrega.

5. Comanda eletrônica

Lembra do exemplo que usamos do garçom que anotava os pedidos dos clientes em bloquinhos de papel e precisava se dirigir até a cozinha para entregá-los? Pois bem, a comanda eletrônica é a tecnologia que veio para facilitar esse processo.

Por meio de dispositivos móveis, é possível registrar os pedidos com apenas alguns toques na tela e, ainda, acessar o que está disponível no cardápio e customizar o prato conforme o desejo do cliente.

Como você pôde contemplar neste conteúdo sobre as principais tendências em tecnologia para Food Service, á medida que o comportamento do consumidor evolui, as empresas dos mais diversos segmentos precisam investir em ferramentas para acompanhar suas necessidades e exigências. De uma forma geral, os Food Services entregarão atendimentos de cada vez mais qualidade e autonomia para o cliente.

Gostou deste conteúdo? Quer se manter por dentro de mais novidades interessantes sobre as inovações no mercado alimentício? Então siga a nossa página no Facebook para acompanhar as postagens semanais!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-