Segurança alimentar: entenda como funciona a legislação da ANVISA

3 minutos para ler

A sua empresa cumpre todas as normas de segurança alimentar em vigência no Brasil? A ANVISA, órgão responsável por essa regulamentação, dispõe de diversas exigências e orientações que visam garantir a qualidade e a saudabilidade dos alimentos produzidos, principalmente aqueles que serão congelados.

Sendo assim, não se trata apenas de uma instituição de penalizações, mas sim um importante aliado, que atesta a confiabilidade da marca aos clientes. O cumprimento dessa legislação agrega qualidade ao negócio e o torna ainda mais seguro.

Se você tem dúvidas sobre o que a ANVISA determina acerca dos alimentos congelados, acompanhe este artigo. Vamos esclarecer os principais pontos para você aprender e aplicar em sua empresa.

Cuidados no processo de fabricação de alimentos congelados

O primeiro passo para evitar problemas de segurança alimentar em relação aos alimentos congelados é conhecer as orientações legais acerca do processo de fabricação, que vai desde a seleção e uso da matéria-prima até a distribuição aos pontos de venda. Veja as os principais pontos a seguir.

Manipulação e higiene

Os cuidados com a higiene são imprescindíveis para evitar a contaminação dos alimentos por agentes biológicos. É válido lembrar que o processo de congelamento apenas retarda o desenvolvimento dos micro-organismos que deterioram os produtos, logo quanto menos agentes tiverem contato com os alimentos, melhor.

Por isso, é fundamental manter os seguintes cuidados:

  • manter o ambiente, equipamentos e utensílios esterilizados;
  • utilizar dispositivos de proteção, tais como luvas, touca e avental;
  • verificar a integridade dos ingredientes que serão utilizados.

Armazenamento e transporte

Cada tipo de alimento demanda cuidados específicos no armazenamento. No caso dos congelados, é muito importante que eles sejam mantidos na temperatura mínima de -18ºC, para que suas propriedades e segurança alimentar sejam mantidas até que o consumidor tenha sua comida congelada em casa.

Inclusive, essa temperatura deve ser respeitada durante o transporte dos produtos. Sendo assim, o processo logístico precisa envolver o uso de veículos refrigerados e os estoques nos pontos de venda devem contar com câmaras adaptadas, freezers e equipamentos preparados para tal.

Fiscalização e sanções referentes à segurança alimentar

A fiscalização da Vigilância Sanitária acontece nos estabelecimentos que produzem, transportam ou comercializam os alimentos. Os principais pontos de controle estão localizados nos portos, aeroportos, fronteiras e alfândegas.

Entretanto, o órgão pode ser acionado a qualquer momento para que seja realizada uma verificação. Esses casos podem ser originados por denúncias de clientes e concorrentes, por isso é muito importante se manter em dia para não ter o que temer.

As empresas que descumprem a legislação sanitária estão passíveis de multa, indenizações e até mesmo à suspensão das atividades até que o problema seja resolvido. Além do prejuízo direto, ações dessa natureza mancham a imagem do estabelecimento, que pode enfrentar dificuldades em retomar a confiança dos clientes.

Mas, agora que você já sabe quais são as principais orientações a serem seguidas, essa não será uma dificuldade. Garantindo as boas práticas de segurança alimentar da ANVISA seu negócio e seus consumidores só têm a ganhar!

Ainda ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário logo abaixo que teremos o prazer em lhe ajudar!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-