Matéria prima na indústria de alimentos: quais as melhores opções?

4 minutos para ler

Tanto a necessidade quanto a importância de utilizar matéria prima na indústria de alimentos inicia-se a partir de sua seleção.

Esse processo é vital para se obter um produto apreciável, visto que, dificilmente, a fraca qualidade dos insumos alimentares pode ser melhorada durante o seu processamento, como é o caso da mandioca e seu valor nutricional. Se ela não for bem selecionada, o preparo estará comprometido. Nesse sentido, a seleção de matéria prima deverá começar pela classificação em termos de qualidade.

Apesar de ser utilizado de forma muito banal pelas empresas para se promoverem junto aos clientes, o termo qualidade implica em uma quantificação e em uma descrição clara dos parâmetros para os quais as matérias primas devem obedecer, de maneira que o produto final apresente os requisitos esperados.

Neste artigo você conhecerá os benefícios que a seleção das melhores opções de matéria prima na indústria de alimentos são capazes de proporcionar. Confira!

Melhora na saúde

Entre as diversas normas e as legislações que se impõem às indústrias alimentícias, há uma reunião de práticas que é conhecida como programa de Boas Práticas de Fabricação (BPF).

Assim, o BPF se denomina como um conjunto de regras e princípios para manusear corretamente os comestíveis, cobrindo toda a cadeia logística, desde a matéria prima na indústria de alimentos até a distribuição do produto acabado. Trata-se de um programa executado por meio de inspeção periódica e tem como objetivo fiscalizar as situações higiênico-sanitárias, além da integridade de toda a operação industrial.

Cumprir o BPF é uma conduta que está dirigida à diminuição dos riscos principalmente de: mistura e contaminação de um produto que pode ocorrer de maneira microbiológica, pelo próprio produto ou por partículas. Por isso, utilizar matéria prima saudável e natural, além de materiais atóxicos, fáceis de higienizar e com proteção antimicrobiana faz toda a diferença no processo produtivo.

Ganho em qualidade de vida

Uma coisa é fato: escolhas alimentares saudáveis aumentam a qualidade de vida. Assim sendo, a base de uma alimentação saudável e adequada por meio de comidas elaboradas com matéria prima de qualidade, pressupõe a ingestão diária de variados alimentos in natura e pouco processados, como:

  • tubérculos;
  • grãos;
  • cereais;
  • verduras;
  • legumes;
  • frutas;
  • carnes.

Tudo isso de maneira que, para o correto funcionamento do organismo, a alimentação consiga fornecer na dose certa:

  • carboidratos;
  • proteínas;
  • água;
  • lipídios;
  • fibras;
  • vitaminas;
  • minerais, entre outros nutrientes.

Alimentos mais saborosos e nutritivos

A matéria prima natural tem alto potencial para contribuir no resultado final de produtos industrializados, além dos ganhos de qualidade na produção do alimento. Como é o caso da Oyshi, que mantém a sua própria horta e produz temperos frescos para o preparo dos salgados congelados.

Dessa forma, os alimentos Oyshi trazem consigo a marca e a procedência da matéria prima e de sua qualidade, com a oferta de produtos nutritivos e saudáveis.

Por fim, a preocupação com o bem-estar e com a saúde tem feito com que muitas pessoas busquem por comidas feitas com componentes naturais, em que elas confiem na procedência da matéria prima na indústria de alimentos. Tudo isso com o objetivo de manter a boa forma, melhorar a qualidade de vida e garantir longevidade.

Se este conteúdo foi útil e caso você queira receber todas as novidades do blog da Oyshi em primeira mão, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

-