Gestão de custos: entenda o que é e como aplicar no seu negócio

4 minutos para ler

Qualquer empreendedor focado em crescimento sabe que seu negócio precisa ser eficiente. Ainda assim, nem todos estão dispostos a participar ou se envolver com os processos inerentes à própria empresa. Com o objetivo de livrar o seu orçamento de prejuízos, é preciso garantir o acompanhamento de cada recurso relacionado ao negócio por meio da gestão de custos.

Para facilitar o equilíbrio e controle das despesas geradas em uma distribuidora de alimentos, essa gestão precisa ser tratada com profissionalismo e seriedade em toda a trajetória da marca.

Neste post explicamos o conceito, a importância, como aplicar e as melhores práticas de gestão de custos para você ter bastante sucesso em sua distribuidora. Confira!

O que é gestão de custos e qual a sua importância?

Todos os investimentos que uma organização comercial deve fazer no intuito de se manter são chamados de custos. Torna-se impraticável começar ou continuar um trabalho com vendas sem direcionar recursos a um conjunto de aspectos, o qual inclui:

  • equipamentos;
  • recursos humanos;
  • matéria-prima;
  • serviços etc.

Assim sendo, dominar as técnicas de gerenciamento financeiro é essencial para que o profissional seja bem-sucedido, visto que a formação do preço de venda do produto está diretamente relacionada ao levantamento de gastos.

Para você executar um bom planejamento e fazer uma boa gestão de custos, é preciso saber analisar relatórios e usar as informações do fluxo de caixa, tais como:

  • contas a receber e a pagar;
  • registro de lançamentos;
  • demonstrativo de resultado do exercício, entre outras.

Como aplicar a gestão de custos?

Antes de tudo, é preciso compreender que os custos se dividem em fixos e variáveis. Nesse sentido, os chamados custos fixos são aquelas despesas de rotina, como o pagamento de aluguel, funcionários, contas, fornecedores, entre outras.

Por sua vez, os variáveis são referentes a tudo o que é necessário gastar para comercializar o seu produto, por exemplo: a comissão de vendedores e os impostos sobre a mercadoria.

A ideia é registrar todos as despesas, assim você consegue ter uma visão daquilo que é um investimento que merece uma atenção especial — algo que tem um maior volume de vendas, por exemplo —, assim como dos gastos supérfluos. Outra dica para ajudar a controlar a saída de recursos, tanto fixos quanto variáveis, é criar uma tabela ou calendário de metas mensais.

Por fim, controlar os gastos é algo fundamental para obter as informações sobre o desempenho e a rentabilidade das atividades do negócio. Além disso, uma boa gestão de custos ajuda sobremaneira no planejamento, no desenvolvimento e controle das várias operações do empreendimento.

Quais são as melhores práticas de gestão de custos?

Como nenhum gestor quer ter problemas com o fluxo de caixa e tampouco com a saúde financeira da empresa, relacionamos abaixo as melhores práticas em gerenciamento de gastos que os empreendimentos bem-sucedidos não deixam de adotar:

De fato, muitos empresários fecham as portas de suas distribuidoras cedo pelo simples fato de não terem conhecimento acerca dos custos, e assim, acontece de serem surpreendidos com a queda abrupta do lucro.

Por outro lado, quando a gestão de custos é bem gerenciada, é possível conhecer os fatos e manter os registros dos valores sempre atualizados. Dessa forma, torna-se viável saber exatamente qual é a sua realidade financeira. Esse cuidado diminui significativamente os riscos do empreendimento e faz o sua distribuidora de alimentos prosperar.

Se você achou que este conteúdo trouxe informações úteis para o seu negócio e quer ficar por dentro das principais atualizações em primeira mão, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-