Benchmarking: entenda a importância e as vantagens dessa análise

6 minutos para ler

Você sabe o que é benchmarking — ou, em português, análise de concorrência? Para uma empresa se destacar no mercado, é primordial que ela faça uma pesquisa profunda e descubra quem são os concorrentes do seu setor, bem como a forma com que eles trabalham.

Isso é fundamental para aprimorar processos, produtos e serviços — e grande parte do conceito de benchmarking se baseia nessa ideia. Porém, nem todas as empresas sabem usar a análise de concorrência a seu favor, o que as impede de sair na frente e conquistar um mercado que se mostra cada vez mais exigente.

Se você deseja saber mais sobre o tema e aprender a fazer uma boa análise de seus concorrentes, não deixe de ler este artigo!

Qual é a importância da análise de concorrência para o crescimento do negócio?

O primeiro passo para sair na frente em relação aos concorrentes é entender a importância de realizar um bom benchmarking. Afinal, quando uma empresa entra no mercado, ela pode achar que seu produto é único e que basta ter qualidade para que ela se destaque. Infelizmente, não é assim que a mente do consumidor atual funciona — e a concorrência, provavelmente, já sabe disso.

Saber o que a empresa está fazendo para se destacar e sobreviver em um mercado voltado para a experiência do consumidor é algo que permite que você traga para sua realidade algumas técnicas e estratégias funcionais e aplique-as para desenvolver o seu sucesso.

Portanto, benchmarking é o uso das ações de seus concorrentes como um ponto de referência para entender melhor as tendências do momento, desenvolver estratégias voltadas para as necessidades específicas de seu negócio e otimizar seus resultados, sendo parte fundamental da gestão comercial de um food service ou restaurante. A seguir, você compreenderá pontualmente quais são as vantagens de fazê-lo.

Quais são as vantagens do benchmarking?

Empresas que investem em benchmarking garantem acesso a vantagens que não apenas aprimoram seus resultados, mas que também permitem que elas se mantenham estáveis e bem-sucedidas em meio a um mercado bastante volátil e exigente. Confira alguns benefícios dessa prática a seguir:

Entender melhor o mercado

O benchmarking permite que uma organização entenda melhor o funcionamento de seu mercado. Afinal, ainda que seja necessário efetuar um longo estudo sobre uma área em que se deseja entrar antes de abrir um negócio, bons empreendedores sabem que os mercados tendem a flutuar e mudar o tempo todo, o que exige constante compreensão e estudo em relação ao que pode ser esperado.

Ao conhecer bem seu mercado, é possível tomar decisões mais inteligentes, ter uma maior previsibilidade do negócio e, como consequência, melhorar seus processos e práticas de gestão.

Identificar novas tendências e sair à frente

Em união com o estudo de mercado, a análise de concorrência permite que novas tendências sejam identificadas e aplicadas, o que cria uma cultura de aperfeiçoamento contínuo — uma vez que sempre será possível atender ao que os consumidores esperam, além de surpreendê-los.

Reduzir os custos e os retrabalhos

Estar a par das atitudes dos concorrentes, do mercado e das tendências a serem esperadas no setor alimentício permite que gastos desnecessários sejam cortados e os retrabalhos reduzidos. Isso é possível porque a empresa vai saber com maior pontualidade quais estratégias devem ser seguidas e, assim, aprimorar sua gestão de custo.

Aprender com as referências do setor

A concorrência pode e deve ser vista como uma referência do setor, pois tem, de fato, muito a ensinar. Isso, inclusive, retoma o significado literal de benchmarking, que é “ter um ponto de referência” nos concorrentes.

Quais são os principais passos para um bom benchmarking?

Conforme visto, para analisar a concorrência — de maneira a aproveitar o melhor que ela pode oferecer como exemplo para o seu negócio —, é preciso investir em muito estudo, pesquisa e atenção ao que está acontecendo em seu mercado. A seguir, você compreenderá melhor alguns outros passos a serem seguidos para um bom benchmarking.

Defina objetivos claros

Só será possível aprender com seus concorrentes se você souber qual tipo de conhecimento está buscando. Você deseja aumentar as vendas? Aprimorar seu atendimento? Reduzir retrabalhos? Cada pergunta feita pede que uma área diferente seja analisada em relação à concorrência. Portanto, saiba o que deseja otimizar antes de iniciar a sua pesquisa.

Realize uma análise interna

Após saber o que está buscando aprender com os concorrentes, é hora de ver o que pode ser modificado internamente, especialmente antes de começar a aplicar mudanças externas. Se sua comunicação em equipe não for funcional, de nada adiantará trazer novos funcionários e ampliar sua equipe — como feito por um concorrente que melhorou seus resultados, por exemplo. Nesse caso, resolva obstáculos dentro da empresa para saber o que usar como inspiração.

Defina as concorrências do setor

Nem toda concorrência será ideal para ser usada como referência em seu negócio. É preciso saber quais são as mais próximas de seus objetivos, missão, visão e valores, bem como conhecer o grau de sucesso delas. Existem indicadores específicos que podem ajudar você nesse momento e que devem ser usados, como:

  • indicadores de sabor;
  • nível de satisfação dos consumidores;
  • qualidade e saúde alimentar — como a dos congelados do estabelecimento;
  • fornecedores da concorrência;
  • grau de inovação e muito mais.

Faça uma análise do mercado

Cada mercado funciona de uma forma — e o alimentício possui seu próprio modo de fluir, bem como exigências específicas a serem ouvidas por parte de seus clientes. Para um planejamento estratégico de sucesso, é essencial, antes mesmo de analisar a concorrência, entender quais são as peças de seu jogo e conhecer ao máximo o mercado e a área. Tanto um food service quanto um restaurante precisarão dar início às suas atividades já em contato com seu público-alvo, não tendo tempo a perder.

Finalmente, com todos esses fatores em mente, será possível aproveitar o melhor que os concorrentes têm a oferecer. Por meio de uma análise bem-feita, a empresa perceberá uma melhoria contínua em seus serviços e garantirá um ganho de poder e diferencial competitivo, realmente saindo na frente de outros estabelecimentos de seu setor.

Se você se interessou pelo tema e deseja saber ainda mais sobre como fazer um benchmarking adequado, não deixe de conferir 7 dicas para monitorar os concorrentes!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-